O que é ?

Motociclo ou motocicleta (também conhecida simplesmente por motoca, moto ou ainda mota), é um veículo de duas rodas e tração traseira – salvo raras excepções – com um motor que propicia sua auto-locomoção capaz de desenvolver velocidade de cruzeiro com segurança e conforto. É um meio de transporte bastante utilizado devido ao mais baixo consumo de combustível e por ter um preço mais acessível que a maioria dos automóveis. Entretanto, há motos que consomem mais combustível do que muitos automóveis, variando, entre outros fatores, com a cilindrada do motor.

Além de um meio de transporte, a motocicleta pode ser usada por áreas como desportos (Superbike, Motocross, Supermoto e Rali), lazer (Motoclube), utilitária (Motoboy) e como veículo militar.

Condução:

Existem técnicas específicas para se conduzir uma motocicleta, seja de que tipo, modelo ou terreno. É indispensável utilizar os equipamentos de segurança adequados, sendo que alguns deles são obrigatórios, como o capacete.

Para conduzir uma moto no Brasil, é necessário ter ao menos 18 anos de idade e possuir a carteira nacional de habilitação (CNH) de categoria “A”.

Características Técnicas:

A moto é composta por diversos dispositivos necessários para seu controle, geralmente com a seguinte configuração: Manetes de freio dianteiro (direta no guidão), manete de embreagem (esquerda no guidão), pedestal para freio traseiro (pé direito) e câmbio para troca de marchar (pé esquerdo), com exceção dos modelos CVT que trabalham com troca automática do câmbio, nesse caso possuem apenas acelerador e freio, sem comandos nos pés. Em ambas carregam tecnologias embarcadas como interruptores, lanternas, para-lamas, painel, etc.

O chassis, o qual pode ser simples, chassi duplo berço chassi multitubular, e suspensão traseira de diversos tipos como pró-link, monochoque, braço oscilante, geralmente de preferência a ser construído com aço ou alumínio, em casos mais raros em magnésio, carbono ou titânio. Rigidez e geometria do chassi é vital para a estabilidade. Normalmente, a rigidez necessária é em resposta a potência do motor e das características dinâmicas.

Hoje todas as motocicletas são equipadas suspensões, a fim de manter as rodas em contato com o solo o maior tempo possível para a etapa de irregularidades, garantindo a estabilidade e aumento de conforto.

Transmissão:

A caixa de câmbio está situada no mesmo local do motor, logo atrás. Nela existe o pinhão em primeiro nível, que através de uma corrente, gira a coroa, o que é denominado de relação. Por este motivo uma embreagem monodisco (como nos carros) seria de transferência muito brusca, o que se dá a utilização da embreagem multidisco banhada a óleo que suaviza a transferência do torque. Contudo, outros dois tipos de transmissão são comuns em motocicletas, são eles: o eixo cardã (BMW, Custons) e a correia (Harley-Davidson). A correia foi a pioneira nas motos primitivas, onde se utilizavam correia de couro de boi, atualmente são compostas por materiais resistentes a ruptura e temperatura, além de serem dentadas.

Categorias de motocicleta:

Em Portugal, perante a Lei, as motocicletas são classificadas em duas categorias:

  • Motociclos: motos capazes de velocidades superiores a 45 km/h ou com cilindrada superior a 50 cc;
  • Ciclomotores: motos com cilindrada inferior a 50 cc e que apenas permitem velocidades até 45 km/h.

Os motociclos são divididos em duas subcategorias, conforme a cilindrada: superior ou inferior a 50 cc.

No Brasil, até 50 cc e 50 km/h de velocidade máxima, é necessária uma autorização, chamada de “ACC” (que é pouco utilizada pois o procedimento e o custo é o mesmo da habilitação normal), para motos maiores, há que se ter mais de 18 anos, ter habilitação, capacete.

Categorias: Motos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

pt_BRPortuguese
pt_BRPortuguese